Itajaí Convention | Eventos e festivais

o Porto, a Pesca e o Turismo

O Porto e a Pesca

Colonizada por portugueses no século 18 e alemães no século 19, a cidade tem desde os seus primórdios uma forte ligação com a navegação. Hoje o município abriga um dos maiores complexos portuários do país. O Porto de Itajaí é o segundo porto brasileiro em movimentação de cargas em contêineres, bem como o maior exportador de carnes congeladas do Brasil. Itajaí também conta com a sede internacional da maior empresa de enlatados do mundo.

Estudos históricos revelam que a vocação para a pesca em Itajaí surgiu ainda no Brasil Colônia, quando em 1820 D. João VI mandou trazer famílias de tradicionais pescadores portugueses da cidade de Ericeira para colonizar o litoral de Santa Catarina.
Com aproximadamente 700 embarcações de pesca industrial, nas mais variadas modalidades de captura, e cerca de 40 indústrias de pescados congelados, Itajaí é responsável por 55% do mercado nacional de pesca: o maior porto pesqueiro do Brasil e Capital Nacional da Pesca. A cidade também é referência em tecnologia, inovação e qualidade na pesca, sendo que o setor representa o segundo PIB de Itajaí. Quase 20 mil pessoas trabalham direta ou indiretamente no setor da pesca na cidade.

Turismo Náutico

A relação entre terra e mar possibilitou que Itajaí fosse, por três vezes, a única parada da Volvo Ocean Race na América Latina. A edição mais recente da maior regata de volta ao mundo foi em abril de 2018, quando a competição de veleiros foi prestigiada por 430 mil pessoas e gerou impacto de mais de R$ 83 milhões na economia da região. Além disso, a Lei Estadual nº 17.587 reconhece oficialmente Itajaí como a Capital da Construção Naval e do Turismo Náutico. Após o sucesso da Volvo Ocean Race, o município se consolidou no segmento e conquistou o título inédito.

Fonte e Fotos: Prefeitura de Itajaí

Assine a Newsletter do CV&B